terça-feira, 6 de março de 2018

Pequenos negócios lideram geração de empregos no início de 2018

Depois de fechar 2017 como as grandes geradoras do emprego formal, com um saldo de 330 mil novas vagas geradas ao longo do ano, as micro e pequenas empresas brasileiras iniciaram 2018 repetindo o desempenho positivo no mercado de trabalho. 



Em janeiro, os pequenos negócios brasileiros foram responsáveis pela geração de 82,5 mil empregos com carteira assinada. No mesmo período, as médias e grandes empresas fecharam quase 4 mil vagas. Os dados são do levantamento mensal realizado pelo Sebrae, com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), fornecido pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

“2018 tende a ser um ano de recuperação mais acentuada da economia e essa sinalização aparece antes na micro e pequena empresa. É o pequeno negócio que segura o emprego em momentos de crise e é também quem começa a contratar quando a situação financeira demonstra melhorias. Mesmo endividados, os empresários de micro e pequena empresa continuam investindo na mão de obra formal, confiantes na recuperação maior da economia, no aumento das vendas e na regularização de suas dívidas”, analisa o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Em comparação com o saldo de empregos gerados pelos pequenos negócios em janeiro do ano passado, o levantamento do Sebrae verificou um aumento de 100% na quantidade de vagas geradas. Na época, as micro e pequenas empresas registraram o saldo líquido (número de admissões, menos o número de desligamentos) de 41 mil postos de trabalho.

A análise por segmento apontou o setor de Serviços na liderança da geração líquida de empregos em janeiro deste ano, com a criação de 45,5 mil novas vagas. Os pequenos negócios da Indústria de Transformação apareceram em segundo, respondendo pela geração de 32,3 mil novos postos de trabalho. No setor de Serviços, puxaram a geração de emprego as micro e pequenas empresas do ramo imobiliário (22,2 mil vagas). Na Indústria, o destaque foi verificado nos segmentos de Calçados (7 mil postos) e Têxtil (5 mil empregos).

QUER EMPREENDER?

O Colaboração.Space tem um local e gente especial para desenvolver esse seu empreendedorismo. Cursos, aulas, workshops e network vão te estimular. 

Ter um escritório tornou-se objetivo caro nos dias de hoje. A busca por local para trabalhar envolve custos que empresas iniciantes ou profissionais autônomos não estão dispostos a pagar. Tendência em outros países do mundo e em diversas cidades brasileiras, o escritório compartilhado, ou coworking, ganha cada vez mais adeptos e interessados.




Por Coworking entende-se várias pessoas dividindo o mesmo espaço físico, em mesas individuais. Por trás da economia, há uma filosofia de cocriação, que ganha cada vez mais adeptos. Isso porque os coworkers, vindos de diferentes áreas, encontram-se no espaço compartilhado e têm a oportunidade de trocar ideias e experiências para tirar projetos e sonhos do papel.

A opção atende, principalmente, aos autônomos, que não encontram locais empresariais para reuniões e negócios ou enfrentam o barulho dos cafés para reuniões com clientes.

Detalhe das estações de trablaho. Foto: Divulgação - Colaboração.Space


Seguindo essa premissa, o Colaboração.Space é o primeiro espaço de trabalho coletivo e de educação empreendedora de Nilópolis.

Serviço:
Colaboração.Space - (21) 3039-3840
Av. Carmela Dutra, 1983, 2° andar - Centro, Nilópolis - RJ, 26530-020



Com informações da Agência Sebrae de Notícias e acrescidas de dados institucionais

0 comentários:

Postar um comentário

Contato

Fale conosco

Utilize as informações abaixo para conhecer e contatar a Colaboração.Space, estaremos prontos para lhe dar as informações ou te receber no nosso espaço!

Endereço:

Av. Carmela Dutra, 1983, 2ºandar, Nilópolis, RJ

Expediente:

Segunda a sexta de 9h até 18h, mais dias e horários especiais

Telefone:

(21) 3039.3840